15 de dezembro de 2018

MAIS VOCÊ

CÂNCER DE MAMA: VAMOS FALAR SOBRE ISSO?

62

A campanha do mês Outubro, Outubro Rosa de 2018 passou, e pretende conscientizar as mulheres sobre esta doença

Em 1990, nascia o movimento que ficou conhecido como Outubro Rosa, na esperança de conscientizar a população sobre a importância do controle do câncer de mama. Essa doença, segundo o ginecologista e obstetra Dr. Ricardo Schwarz, médico diretor da Clínica Macedo Schawrz, é causada pela multiplicação de células mamárias alteradas geneticamente, formando um tumor que pode se desenvolver de forma lenta ou ágil. Conforme os dados disponibilizados pelo INCA (Instituto Nacional de Câncer), no Brasil estima-se cerca de 59 mil novos casos de câncer de mama para cada ano do biênio. “O Outubro Rosa é movimentado anualmente para compartilhar histórias/testemunhos e informações sobre esse tipo de câncer, afim de esclarecer a população a cerca da doença e formas de tratamento”, afirma Ricardo.

Neste ano, de 2018, a campanha tem como tema, conforme as informações disponíveis no site do INCA, “Câncer de mama: vamos falar sobre isso?”. “Todos os anos, acredito que a tentativa é conscientizar sobre o tratamento precoce, fazendo com que a mulher conheça as suas mamas, realize o autoexame e a mamografia – que, para as mulheres de 50 a 69 anos precisa ser feita de dois em dois anos”, explica o ginecologista.

As causas do câncer de mama, segundo Ricardo, são várias: “A idade pode ser um fator de risco, a obesidade pós menopausa, o sedentarismo, consumo excessivo de bebidas alcoólicas. Há fatores reprodutivos e hormonais, como o encerramento da menstruação e inicio da menopausa, e genéticos, como histórico familiar de câncer de ovário ou de mama”.


“Além das mulheres, os homens também precisam estar atentos, pois também podem desenvolver o câncer de mama”, alerta o especialista afirmando que, mesmo raro, essa pode afetar, também, o sexo masculino.

Como uma forma de evita-lo, o médico indica alguns hábitos tido como saudáveis: “Você pode praticar exercícios físicos, ter hábitos alimentares saudáveis, ter o peso adequado e evitar beber bebidas alcoólicas, por exemplo”.

Se achar algo de estranho em suas mamas, não hesite em procurar ajuda médica. “Antes tarde do que mais tarde. O diagnostico precoce salva vidas”, aconselha, por fim, Ricardo Schwarz.

 


Serviço: Clínica Macedo Schwarz
Dr. Ricardo Schwarz (CRM 15.645)
Ginecologista e Obstetra
Fone: (41) 3015-2930
E-mail: ricardosalferschwarz@bol.com.br
Endereço: R. Alferes Poli, 405 - Rebouças, Curitiba - PR, 80230-090

TALVES VOCÊ SE INTERESSE

ARTIGOS RELACIONADOS

Com destaque para a inclusão de TV digital nas centrais multimídia*. O re...

O técnico será Ivair Cenci, conhecido como “Rei do acesso”. Com o nov...

Mergulhe no Universo Fitness!

A interdisciplinalidade médica é fundamental para diagnosticas disfunçõ...

Controle, ciúmes, proibições, dedicação exclusiva, provas de amor são...

A alimentação dos pais serve como modelo para os filhos, influenciando o...

Como anda sua conversa com o espelho? O que você tem dito para si mesma? E...

Dentre os assuntos mais falados na hierarquia de importância para os prati...

0 Comentários

DEIXE O SEU COMENTÁRIO PARA ESSE ARTIGO